Catálogo
Notícias
Nokia Asha 300
Nokia Asha 303
Nokia Asha 201
Nokia Asha 200
Nokia Lumia 710
Nokia Lumia 800
Apple iPhone 4
Nokia X2
Nokia N8
Sony Ericsson Zylo
Sony Ericsson Spiro
Nokia E5
Nokia C3
Nokia C6
Microsoft Kin Two

 Telefonar.com » Notícias » 

ICP diz: flat rate já em vigor
25-06-2001

O novo regime de acesso à Internet entrará em vigor de imediato, em conformidade com a deliberação do ICP de Fevereiro passado.

Os acordos entre os prestadores de acesso à Internet e a Portugal Telecom devem ser, por isso, desde já celebrados, respeitando integralmente os preços e as condições estabelecidas na deliberação do Instituto.

O ICP intervirá, a partir deste momento, nos processos negociais desde que se verifiquem obstáculos à consumação dos acordos.

Esta decisão segue-se ao esgotamento do prazo suplementar concedido às partes e à recepção pelo ICP de queixas de operadores denunciando a inexistência de acordos entre a generalidade dos prestadores de acesso à Internet (ISP) e a Portugal Telecom.

A decisão clarifica, ainda, as dúvidas levantadas pelo operador histórico acerca da facturação e cobrança, reafirmando-se que este serviço a prestar pela PT aos ISP terá um preço máximo de 1$60, mais IVA, por cada ligação à Internet, e inclui a actividade de cobrança.

Por isso, reiterando-se a importância do novo regime para a constituição de uma oferta concorrencial ao utilizador final, incluindo as ofertas não-temporizadas (flat rates), foi decidido que os acordos a celebrar entre a Portugal Telecom e os ISP que, a 31 de Maio, se encontravam preparados para migrar para o novo regime, e não o fizeram por inexistência de acordo, terão efeitos retroactivos até essa data.

Aos ISP que não tiverem as suas redes preparadas para a migração para o novo regime será dada a possibilidade de o fazerem até ao final de Outubro próximo.

Os acordos celebrados entre a Portugal Telecom e os prestadores Telepac, PT Prime, Global One e Unimaster, comunicados ao ICP em 19 do corrente mês, serão sujeitos a análise pelo Instituto e poderão ser objecto de alteração no caso de se constatar que violam os princípios definidos pelo ICP.

Do novo regime de acesso à Internet, deliberado pelo ICP em 21 de Fevereiro passado, fazem parte um conjunto de preços por grosso e de condições aplicáveis à relação comercial entre operadores.

Os preços ao consumidor final são decididos pelas empresas fornecedoras do serviço de acesso.

A deliberação integra o tráfego Internet no regime de interligação, impõe reduções de preço para este tipo de tráfego face ao tráfego de voz e institui um modelo de pagamento de originação das chamadas, em substituição do modelo de repartição de receitas.

Cria, por isso, condições para a sustentabilidade deste negócio e para a constituição de ofertas diversificadas e concorrenciais ao utilizador final.



Tags:

Partilhar: Facebook Digg delicious Google Stumbleupon